Avril Lavigne desfila os sucessos de sua carreira em performance consistente

2:59 PM

Avril Lavigne durante apresentação em São Paulo - Foto: Ingrid Natalie


A princesa canadense do pop punk viajou pelos 20 anos de carreira, atendeu pedido do público e apresentou os sons do seu novo álbum "Love Sux" em São Paulo, nesta quarta-feira (7)

Por: Ingrid Natalie (Instagram: @femalerocksquad)

Avril Lavigne, a princesa canadense do pop punk, trouxe a sua turnê “Love Sux“, na noite desta quarta-feira (7), em São Paulo, no Espaço Unimed. É a quarta passagem da canadense pelo Brasil. Ela veio anteriormente em 2005, em 2011 e em 2014.

O show foi ansiosamente aguardado pelos fãs. Afinal, além de revisitar sua essência pop-punk com o álbum “Love Sux“, lançado em fevereiro, a canadense ainda comemora o aniversário de 20 anos de seu álbum de estreia, o aclamado “Let Go”, que a firmou no hall de grandes sucessos logo em seus primeiros anos de carreira. 

E bem, vamos ao show, duas décadas se passaram desde então, mas Avril Lavigne segue idêntica. No Espaço Unimed, na noite de quarta-feira, ela subiu ao palco, às 22h, vestindo moletom laranja por cima de uma roupa preta bem roqueirinha, e os olhos bem carregados de delineador. Ela tem 37 anos, mas parece ter chegado através de uma máquina do tempo de seus dias de maior glória. A energia logo na música de entrada, "Cannonball", é fantástica e impulsiona o público para pulos frenéticos. 

O repertório seguiu agitado com "Bite Me", também do novo álbum "Love Sux", enquanto bolas laranjas foram arremessadas para a plateia. O palco, que a propósito, estava repleto de bexigas pretas, numa alusão à capa do disco. Os fãs mais antigos de Lavigne obviamente foram contemplados. A animada "What The Hell", lançada em 2011,  fez todos dançarem. 

Avril Lavgine durante apresentação em São Paulo - Foto: Ingrid Natalie


E claro que a nostalgia não ficou por aí. Hinos como “Complicated”“Sk8er Boi”"Losing Grip”“Girlfriend”“Smile” “My Happy Ending” foram presenças garantidas no setlist com todo o público cantando em uníssono cada verso sobre dilemas da juventude e sem dúvidas foram os pontos altos do show. 

O fenômeno Lavigne é curioso, porque foi breve, no início dos anos 2000, e ao mesmo tempo intenso. Isso se reflete no fervoroso público que compareceu ao seu show, ocupando a casa de shows em sua totalidade. Ao contrário da base de fãs de outros artistas que reúnem seguidores de todas as idades, há mais uma uniformidade geracional aqui. Com a exceção ocasional, a maior parte dos respeitáveis ​​deve estar entre 25 e 35 anos, a faixa etária que mais impactou Lavigne.

Já se aproximando do encerramento do espetáculo, a cantora decide mostrar um lado mais intimista e vulnerável. "Head Above Water" acalentou os fãs com sua melodia mais suave. Além disso, a cantora canadense atendeu um pedido do público e tocou "Avalanche" pela primeira vez ao vivo. Antes da execução da música, Lavigne disse, "eu vi no twitter vocês pedindo por essa. Nunca a tocamos ao vivo, mas aí vai, São Paulo". Por fim, Avril Lavigne entregou um vocal poderoso e visceral em “I’m With You”.

Avril Lavgine durante apresentação em São Paulo - Foto: Ingrid Natalie

Avril Lavigne fez história, vendeu muitos discos e deixou pegadas consistentes de sua força na música e cultura. Ela é uma percussoras dentro do seu gênero musical. A artista vendeu 40 milhões de álbuns mundialmente, sendo 12,5 milhões apenas nos Estados Unidos, conquistou oito indicações ao prêmios Grammy. O show deixou aquele gostinho de "quero mais"; contudo, definitivamente agradou o público presente que pode viajar dentro da carreira da cantora.

SETLIST COMPLETO:

  1. Cannonball
  2. Bite Me
  3. What the Hell
  4. Complicated
  5. My Happy Ending
  6. Smile
  7. Losing Grip
  8. Love It When You Hate Me
  9. Hello Kitty
  10. Girlfriend
  11. Bois Lie
  12. Sk8er Boi
  13. Head Above Water
  14. Avalanche
  15. I'm With You

Posts Que Talvez Você Goste

0 comentários

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!