Guns N' Roses presenteia público paulista com performance memorável

8:00 PM

Guns N' Roses durante apresentação em São Paulo - Foto:  Alinne Gabriela

Banda californiana fez performance de três horas e dez minutos na noite deste sábado (24) no Allianz Parque, cheio de nostalgia e entrega louvável no palco.

Texto: Alinne Gabriela Pereira 

“You know where you are? You’re in the jungle, baby!”

Em terras brasileiras desde o início de setembro para uma tour de oito apresentações em diferentes cidades, no último sábado (24), foi a vez de São Paulo receber o Guns N’ Roses. A banda americana, que desde os anos 80 é um dos maiores e mais influentes nomes do Hard Rock, mais uma vez esgotou os ingressos e lotou o Allianz Parque, gerando expectativa para mais um show repleto de hits que atravessam gerações.

Grande parte dessa expectativa se deve à performance vocal de Axl Rose, que há tempos vem oscilando, sendo alvo de críticas e um dos assuntos mais comentados quando se trata da banda. É compreensível que os excessos na vida do cantor, que atualmente está com 60 anos, impeçam que ele continue sendo aquele rockstar vigoroso que temos em mente. Entretanto, Axl tem se dedicado e se esforçado para entregar o seu melhor para os fãs, que seguem fielmente com suas bandanas na cabeça acompanhando a trajetória do ídolo. E em São Paulo não foi diferente.

Pontualmente às 20h, o Guns N’ Roses subiu ao palco incendiando o público com “It’s So Easy” e “Mr. Browstone”. A banda chegou a pedir sugestões de músicas nas redes sociais durante a semana, porém não trouxe novidades e manteve o repertório da atual tour pelo Brasil.

Com uma imensa bagagem de clássicos que nunca deixam de empolgar os apaixonados por rock, Axl, Slash e Duff McKagan passearam confortavelmente por sucessos como “Welcome To The Jungle”, “You Could Be Mine”, “November Rain” e o hino “Sweet Child O’Mine”, que fez o público delirar e cantar a plenos pulmões.

Slash é um verdadeiro show a parte - Foto:  Alinne Gabriela

Inflamando os fãs a cada vez que sua Les Paul era evidenciada, Slash é um espetáculo à parte e mostra a razão de ser um dos maiores e mais icônicos guitarristas da história. Uma lenda viva que, por si só, já faria todo o show valer a pena.

O vasto setlist também contou com os tradicionais covers de “Live and Let Die” (Wings), “Attitude” (Misfits) - sendo protagonizada por Duff e Slash - e a célebre “Knockin’ On Heaven’s Door” (Bob Dylan), que acabou se popularizando e ficando eternizada na mente de todos pela própria versão do Guns N' Roses.

Já na metade final, “Civil War” trouxe um tom de protesto e arrepiou o estádio ao ser executada enquanto o telão exibia a bandeira da Ucrânia e seu refrão exclamava que “a guerra alimenta os ricos enquanto enterra os pobres”. Lamentavelmente, a temática da canção lançada há mais de trinta anos, segue se fazendo atual. “I don’t need your civil war”!

O Guns N’ Roses estava realmente disposto a ficar no palco e dar o seu melhor, voltando para o bis com “Coma”, música com mais de dez minutos de duração. Ainda sobrou espaço para um momento acústico com três violões. “Blackbird”, dos Beatles, foi tocada instrumentalmente com maestria, seguida de “Patience” e “Don’t Cry”. Oportunidade perfeita para o público iluminar o estádio com as luzes do celular, cantar junto e criar uma bela memória antes de se despedir por definitivo da banda. 

Momento de três heróis músicos - Foto:  Alinne Gabriela

“Paradise City” voltou a jogar a energia lá em cima para finalizar a apresentação de forma empolgante, com Axl jogando seu microfone para o público ao fim da música e Slash distribuindo palhetas e se divertindo no palco.

Com 3 horas ininterruptas de show e um setlist de 27 músicas recheado de hits absolutos, o Guns N’ Roses não deixou a desejar e mostrou que merece continuar sendo respeitado como um dos maiores nomes da história do Rock’n’Roll. Os fãs, novos e antigos, seguramente voltaram para casa com lembranças intensas e inesquecíveis de um grande show.


SETLIST COMPLETO:

  • It's So Easy
  • Mr. Brownstone
  • Chinese Democracy
  • Welcome to the Jungle
  • Better
  • Reckless Life
  • Double Talkin' Jive
  • Live and Let Die
  • Estranged
  • Shadow of Your Love
  • Rocket Queen
  • You Could Be Mine
  • Attitude
  • Absurd
  • Hard Skool
  • Civil War
  • Sorry
  • Sweet Child o' Mine
  • November Rain
  • Wichita Lineman
  • Knockin' on Heaven's Door
  • Nightrain

Encore:

  • Coma
  • Patience
  • Don't Cry
  • Paradise City

Posts Que Talvez Você Goste

0 comentários

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!