Rockfest reforça o poder e importânciado rock'n'roll

10:00 AM

Festival reuniu Europe, Helloween, Whitesnake e Scorpions no palco do Allianz Parque, em São Paulo, no último sábado 21/09.

Texto: Ingrid Natalie (instagram: @femalerocksquad)

Rockfest fez a alegria de várias gerações que apreciam o bom e velho rock'n'roll. O festival aconteceu  em São Paulo, no Allianz Parque, no último sábado, 22/09, e reuniu nomes consagrados da música: Europe, Helloween, Whitesnake e Scorpions. O que não faltou foi jaquetas de couro, riffs marcantes de guitarra e aquela nostalgia gostosa de se viver.

Armored Dawn durante apresentação no RockFest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Armored Dawn teve a responsabilidade de começar a agitar o público que ainda adentrava o estádio. Podemos dizer que a banda brasileira formada por Eduardo Parras (vocal), Timo Kaarkoski (guitarra), Tiago de Moura (guitarras), Heros Trench (baixo), Rafael Agostino (teclado) e Rodrigo Oliveira (bateria) cumpriu com o louvor a tarefa. Eles apresentaram músicas do seu mais recente trabalho, "Barbarians In Black". Estavam presentes no repertório "Beware Of the Dragon", "A Chance To Live Again", "Gods Of Metal" e "Sail Away" que serviu de homenagem ao eterno André Matos. 

Europe durante apresentação no RockFest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Em seguida, foi a vez do Europe fazer a alegria dos fãs. A banda era uma das mais aguardadas do dia. Um show absolutamente como manda o figurino: pontual, cheio de energia e um carisma enorme do vocalista Joey Tempest que interagia a todo momento. Dentro do setlist foram incluídas "Walk The Earth", "The Siege", "Rock The Night", "Scream Of Anger" e os dois grandes clássicos "Carrie", com direito a coro uníssono da plateia, além das luzes dos celulares, e "The Final Countdown". Certamente um show muito impactante. 

Joey Tempest fazendo graça com os fãs no Rockfest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Helloween durante show no Rockfest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Na sequência, Helloween se encarregou de fazer o show mais pesado do festival, com seus três vocalistas: Michael Kiske, Andi Deris e Kai Hansen se intercalando nos microfones. O grupo estava plenamente harmônico e claramente se divertindo com o show. O revezamento de vozes entre Kiske e Deris era extremamente impactante e os dois abusaram nos agudos. Clássicos como "How Many Tears", "Ride The Sky" e "I Want Out" (que fechou a apresentação) foram os responsáveis pelos momentos mais "headbang" do festival.

Com o difícil papel de tocar no lugar do Megadeth, o Helloween,  não deixou de homenagear Dave Mustaine, que cancelou todos seus shows no Brasil por estar em tratamento contra um câncer na garganta. Kiske e Deris mencionaram ao público que estavam ali para ocupar o espaço deixado pelo Megadeth, jamais para tomar o lugar deles.

Helloween - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Whitesnake durante apresentação no RockFest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
Whitesnake é sem dúvida uma verdadeira lenda do rock. A banda inglesa caiu na graça dos fãs como um dos precursores do intitulado "metal farofa". Afinal, se você nunca dançou coladinho ao som de "Is This Love" ou chorou litros com "Here I Go Again", é melhor rever seus conceitos musicais. Claramente, esses dois grandes sucessos foram inclusos no setlist junto com "Slide It In", "Love Ain't No Stranger", "Still Of The Night" e "Burn" (da época Deep Purple) que deus os acordes finais ao show. 

David Coverdale não tem mais aquela voz limpa como nos anos 70/80, mas sempre que exigido ele consegue alcançar os agudos e compensa demais com muito carisma, beijos pro fãs e sorrisos. Mas, é necessário dizer que o baterista Tommy Aldridge protagonizou um dos momentos mais épicos do festival ao realizar um surpreendente deixando as baquetas de lado e usando somente as mãos. As guitarras também tiveram seu momento de brilhar, Reb Beach e Joel Hoekstra se alternavam num solo de quase cinco minutos emendando com "Shut Up & Kiss Me".

Scorpions durante apresentação no RockFest - 21/09/2019 - Foto: Ingrid Natalie
E então, chegou o momento do grande headliner da noite: Scorpions. A banda alemã fez a sua nona passagem em terras tupiniquins. O grupo exibiu o show mais amplo do festival, com telões e efeitos especiais, até mesmo com uma plataforma suspensa para o poderoso solo de Mikkey Dee, o ex-baterista do Motörhead. O setlist trouxe vários clássicos como "Blackout", "Big City Nights" e as lindíssimas "Wind Of Change" e "Still Loving You" onde o vocalista Klaus Meine mostrou que ainda tem total capacidade vocal. "Rock You Like A Hurricane" era opção certa para fechar o sensacional show de uma das maiores e mais bem sucedidas bandas de rock da história.

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!