89FM celebra 30 anos embaixo de sol, chuva e muito rock'n'roll

5:43 PM

Festival para comemorar três décadas de existência da emissora foi marcado posicionamento político, homenagens e de renovação do rock nacional

Texto: Ingrid Natalie (twitter: @ingridnatalie)

Aproximadamente 20 mil pessoas se reuniram na nova Arena Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209) no último sábado, 28/11, para celebrar o aniversário de 30 anos da 89FM - A Rádio Rock. É inegável o papel impactante da emissora na vida de diversas pessoas por tanto tempo. Certamente essa foi a razão de montar um festival com artistas relevantes tanto para as gerações dos anos 80 e 90 como da década atual. 

Dois palcos foram montados um ao lado do outro. Isso proporcionou maior praticidade na troca de instrumentos e na pontualidade das apresentações. Até remete a mesma organização usada na primeira edição do SWU Music And Arts Festival. Aprovada pelo público presente.

O primeiro show que acompanhamos foi do Paralamas do Sucesso. Apresentação absolutamente emocionante, não apenas pelo fato de observar a superação do vocalista Herbert Vianna, mas por presenciar ao vivo a excelente capacidade técnica de uma banda tão importante para o rock brasileiro. O setlist reuniu vários sucessos como "Alagados", "Cinema Mudo", "Lanterna Dos Afogados", "Óculos", "Vital E Sua Moto", "Uma Brasileira", "Loirinha Bombril", "Meu Erro" e "Cuide Bem do Seu Amor". Conforme os nomes das músicas iam surgindo no telão, também foram adicionados os anos em que elas foram criadas. Importante detalhe para alguns jovens que estavam na plateia e que conseguiram obter uma dimensão maior a cerca da carreira da banda. Houve uma homenagem ao Tim Maia com a música "Você". E para finalizar Supla subiu ao palco para cantar junto a música "Que País É Esse".

Paralamas do Sucesso durante apresentação na Arena Anhembi - 28/11/2015
Supla ao lado de Herbert Vianna cantando "Que País É Esse". Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Scalene veio logo em seguida, mostrando todo seu peso e provando porque o rock nacional continua mais forte do que nunca. O quarteto brasiliense conta em sua formação com Gustavo Bertoni (guitarra e voz), Tomas Bertoni (guitarra), Lucas Furtado (baixo) e Philipe "Makako" (bateria e voz). Eles integraram em seu repertório as principais faixas dos dois álbuns de estúdio, "Real/Surreal" (2013) e "Éter" (2015). A sonoridade pesada do grupo ficou bastante evidenciada nas faixas "Sublimação", "Terra", "Tiro Cego", "Surreal" e "Danse Macabre". Obviamente que não poderia faltar "Náufrago", single que toca com muita frequência na 89FM. A apresentação também simbolizou a importância da união das bandas para fortalecer ainda mais o rock nacional. Quando a banda Supercombo se juntou ao Scalene se formou um verdadeiro clima de festa. Ao final do show Tomás pulou do palco e atravessou a área vip para entregar algumas palhetas para os fãs.

Scalene durante show na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Supercombo invadindo show da Scalene na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Os Titãs dispensam qualquer tipo de introdução. A performance da banda paulista foi marcada principalmente com mensagens contra ao governo atual. Primeiramente os músicos subiram ao palco mascarados e apresentaram músicas do seu novo trabalho, "Nheengatu" (2014). As músicas escolhidas foram elas "Fardado", "Cadáver Sobre Cadáver" e "Terra à Vista". Depois disso, Sérgio Britto, Branco Mello, Paulo Miklos e Tony Belotto levaram o público a loucura quando começaram a tocar um clássico após o outro. Era perceptível a empolgação do público e coro uníssono nas músicas "Sonífera Ilha", "De Lugar Nenhum", "Televisão", "Polícia", "Desordem" e "Aa Uu". A execução da música "Vossa Excelência"  foi uma oportunidade para liberar toda frustração com os políticos do país, ainda mais tomar pelo refrão. Em "Cabeça Dinossauro" vimos um lindo solo de bateria. O show terminou em altíssimo nível ao som de "Flores".

Titãs, mascarados.  Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Paulo Miklos e Branco Mello durante apresentação na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Paulo Miklos e Sérgio Britto durante show na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Na sequência acompanhamos a apresentação dos Raimundos. Não poderíamos esperar algo diferente. O show foi totalmente irreverente e com dos um repertórios mais lindos do dia. A banda já começou com "Puteiro em João Pessoa", uma bela "voadora no lustre", parafraseando a locutora Luka. Lógico que os clássicos "Pão da Minha Prima", "Nega Jurema""A Mais Pedida", "Me Lambe" e "I Saw You..." fizeram parte do setlist, todas elas cantadas a plenos pulmões pelos fãs que também fizeram rodas de mosh. Eles também mostraram ao público músicas do novo trabalho "Cantigas De Rodas", lançado em 2014. As músicas "Baculejo", "Gordelicia" e "Dubmundos" foram bem recebidas, os fãs pareciam saber na ponta da língua as letras. "Deixa Eu Falar"  possui uma abordagem instrumental e de tema muito fortes, combinou perfeitamente com o momento do país e com o ritmo do show. O grande sucesso "Quero Ver O Oco" finalizou a performance e teve a participação de Badauí (CPM22) e Supla.

Digão comanda o show com maestria - Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Raimundos na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
 Pitty era uma das atrações mais aguardadas do festival. A musicista baiana subiu ao palco acompanhada de sua banda formada por Martin Mendonça (guitarra), Duda Machado (bateria), Gui Almeida (baixo) e Paulo Kishimoto (lap steel, moog e percussão). Há praticamente um ano rodando o país com o show “SETEVIDAS”, lotando os lugares por onde passa e sempre elogiados pela performance ao vivo, Pitty e sua banda estão mais entrosados do que nunca. No repertório eles trouxeram músicas do novo trabalho, entre elas "Setevidas" e "Boca Aberta". Além disso, relembraram vários outros sucessos de sua carreira, podemos citar "Equalize", "Na Sua Estante", "Teto de Vidro", "Me Adora", "Memórias" e  "Admirável Chip Novo". Antes de tocar "Máscara", seu maior hit, Pitty contou como a 89FM recebeu essa música de braços abertos e sem nenhum tipo de preconceito. Como está sendo rotina em sua turnê, o show terminou de forma reflexiva com "Serpente".

Pitty durante apresentação na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
CPM22 não brincou em serviço. A banda chegou no melhor estilo hardcore de ser com a rápida e sensacional "Regina Let's Go", a música que os apresentou para todo o país. Logo veio duas enxurradas, uma de um aguaceiro interminável, mas que não diminuiu a empolgação dos fãs e outra de vários sucessos que integram a programação da 89FM. Praticamente todos os singles foram executados nos show: "O Mundo Dá Voltas", "Não Sei Viver Sem Ter Você", "Dias Atrás", "Irreversível", "Ontem", "Tarde De Outubro" e "Desconfio". Eles também fizeram uma breve homenagem para Bob Marley ao tocarem "Three Little Birds".

CPM22 durante apresentação na Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
Finalmente tivemos o fechamento da festa com o Capital Inicial. O vocalista Dinho Ouro Preto fez questão de relembrar das composições da banda Aborto Elétrico, percursora da Legião Urbana e do próprio Capital Inicial. Entre as eternas composições de Renato Russo e Fê Lemos estiveram "Fátima", "Música Urbana", "Veraneio Vascaína" e "Que País É Esse". Aconteceu também um tributo ao Charlie Brown Jr com a música "Só Os Loucos Sabem" no formato acústico, uma versão muito elegante e emocionante cantada em coro uníssono. O músico Thiago Castanha fez participação especial nesse momento. Ele também tocou violão na música "Vai e Vêm". O show do Capital Inicial se encerrou ao som de "Natasha" e "A Sua Maneira".

Dinho Ouro Preto sempre muito carismático - Arena Anhembi - 28/11/2015 - Foto: Ingrid Natalie
O rock em sua pureza é instigador, reflexivo, revolucionário, contestador, vibrante e sobretudo apaixonante. Podemos afirmar com clareza que as bandas exibiram todas essas características em suas composições. Observamos muita competência técnica  e carisma por parte de todos os músicos. O festival como um tudo foi extremamente tranquilo. Além disso, foi possível concluir algo que já é de conhecimento de todos, a 89FM presta um excelente serviço para o rock nacional a 3 décadas. Não é fácil trabalhar pelo rock'n'roll, mas a emissora faz isso com bastante louvor e dedicação. Sim, "The Rock Never Ends!"

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!