A mistura do rock, jazz, pop e samba é igual ao Lunata!

10:41 PM

Por: Ingrid Natalie (@ingridnatalie)


Lunata

É uma opinião unanime de que o nordeste brasileiro sempre nos trouxe artistas memoráveis e nos dias atuais não é diferente. Descobri essa banda baiana assistindo ao programa Udigrudi da Play TV (sem merchandising, é só pelo fato do programa ser legal mesmo), vi o clipe da música "Nós" e o que mais me chamou atenção foi a sonoridade encantadora que ora mistura distorções de guitarra trazendo o espírito rock, ora o gingado do samba e eu diria até mesmo o jazz entra em cena com seu swing.  Outro detalhe que me atraiu foram as letras que contam sobre o cotidiano e emoções inatas que qualquer ser humano sente.

Lunata é da cidade de Salvador (BA) e mesmo com pouco tempo de estrada já mostram um trabalho maduro, um esforço constante divulgando seu som e resultado? Adquirem novos fãs por onde passam. Conversamos com a vocalista Jú Moreira que nos revelou curiosidades sobre banda.



FRS. Como que surgiu a banda? Quais as principais influências e a escolha do nome Lunata?

Jú: "Eu, Fred e Gus nos conhecemos através de um amigo em comum e logo externamos a vontade que tínhamos em formar uma banda... Fred tinha um amigo que era baterista, Filipe, e o convidou para participar do projeto... Levamos a banda um tempo apenas com nós 4, até que sentimos a necessidade de um tecladista, foi quando chamamos Guga. Recentemente, Filipe saiu da Lunata e convidamos Marcelo Schmalb para assumir a bateria. Estamos muito contentes com a atual formação.

Cada um da banda tem influências musicais muito particulares; nós tentamos trazer um pouco de cada para as músicas e, com isso, criar nossa identidade. Bandas como Mutantes, Beatles, The Dear Hunter, Pink Floyd, Silverchair, Caetano Veloso, Los Hermanos e Marisa Monte fazem parte das várias que nos trazem inspiração.

FRS. Quais seriam as suas influências pessoais no vocal?

Jú: "Emily Haines, Rita Lee, Imelda May, Marisa Monte, Céu, Tracyanne Campbell, Deborah Harry, Corinne Bailey Rae são umas das cantoras que admiro."

FRS. Em Março de 2011 a banda lançou o EP "Não Esquece o Guarda-Sol", como foi o processo de gravação? A composição das músicas é um trabalho em conjunto ou tem alguém responsável pela criação das letras?

Jú: "O processo foi tranquilo. O EP foi produzido e gravado por Jorge Solovera e este acompanhamento dele no processo de gravação e pré-gravação foi determinante na qualidade do EP. Ficamos muito felizes com o resultado e com a repercussão. Quando começamos a Lunata, Gus já chegou com umas músicas prontas que ele tinha para tocarmos, mas hoje todos compõem e dão sua contribuição. Nas músicas do repertório têm muitas letras de Fred e muitas melodias de Gus, mas as novas composições estão sendo realizadas em conjunto, geralmente."

FRS. Desde os anos 90 com Chico Science, Nação Zumbi e mais recentemente com a Pitty o nordeste tem se tornando crescente no cenário rock. A banda sente que o público nordestino está mais aberto para o rock e principalmente pra música independente?

Jú: "Eu pessoalmente acredito que os nordestinos sempre tiveram abertos para o rock. O grande problema sempre foi o espaço na mídia local muito limitado pras bandas independentes daqui. Se você nasce e cresce ouvindo um certo ritmo musical na TV, no rádio, nas opções de entretenimento, a não ser que alguém te apresente outro, muito provavelmente é só aquilo que você escutará. Mesmo com toda a dificuldade, o nordeste nunca foi alheio ao rock; um dos grandes precursores do rock'n'roll nacional foi Raul Seixas, baiano. A grande diferença é que agora a imprensa começa a despertar pra grande qualidade musical existente aqui, e que não é massificada. Tem muita coisa boa e diferente e o espaço está, aos poucos, sendo oferecido para que o grande público conheça as bandas independentes."

FRS. Como foi todo o processo de gravação do vídeo-clipe da música "Nós"?

Jú: "O clipe foi dirigido por Victor Jimmy, novo talento do audiovisual, que cada vez ganha mais visibilidade por aqui. Foi um clipe gravado com pouco recurso, muita vontade e ajuda. Tivemos a colaboração de amigos e desconhecidos que acreditaram no projeto e quiseram contribuir no que podiam: atuar, oferecer uma locação, produzir... Enfim, tudo foi possível graças às pessoas dispostas a nos ajudarem nisso."

FRS. Quais os projetos futuros da banda? Há possibilidades para um LP a curto prazo?

Jú: "Nosso novo objetivo é gravar um CD, para podermos mostrar nosso trabalho de uma forma mais completa."

Gostaram!? Podem conferir o som da banda pelo myspace:


Lunata é:

Ju Moreira (voz)

Gus Carvalho (guitarra e voz)

Fred Luna (baixo)

Marcelo Schmalb (bateria)

 Guga Guanaes (teclado)





Posts Que Talvez Você Goste

3 comments

  1. yokoleonhart2/10/11 17:09

    Humberto, aprecio seu vasto conhecimento musical e suas boas relações, mas você mais que ninguém sabe que certas perguntas têm outros fins em uma entrevista e que nesse tipo de matéria aulas não são necessárias. O rock nordestino tem e sempre terá destaque nesse blog e não negamos nada que você gentilmente informou, teremos mais matérias nas quais abordaremos sim esses grandes nomes, porém muito obrigada pelos seus comentários.

    ReplyDelete
  2. O enfoque principal desta matéria é a banda Lunata...
    Abs

    ReplyDelete
  3. E tendo um pai músico com mais influencias em MPB acho que tenho bem forte na minha mente a importância do Raul Seixas e outras vertentes do rock nordestino.

    ReplyDelete

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!