The Kooks lança sexto álbum de estúdio '10 Tracks to Echo in the Dark'

7:43 PM


Os pioneiros do indie-pop britânico The Kooks lançaram seu sexto álbum de estúdio, 10 TRACKS TO ECHO IN THE DARK, via Lonely Cat / AWAL Recordings, uma evolução com toques eletrônicos de seu som icônico. A banda adotou uma nova abordagem para lançar o álbum; sendo lançado em três partes, as duas primeiras partes consistindo em lançamentos de EP de 3 faixas e a parte fonal - lançada na última sexta-feira (22) - adicionando mais quatro faixas para compor o LP completo.

Juntamente com o álbum, a banda revelou o videoclipe do último single “Cold Heart”. Dirigido por Polocho e filmado em Londres, o visual encontra a banda dentro de uma estação espacial futurista, enquanto seres alienígenas começam “experimentos” com eles. Uma homenagem a 2001: A Space Odyssey, o vídeo incorpora um ‘coração frio’ de IA, que treme de frustração quando os alienígenas se encontram aquecendo os ‘humanos’, eventualmente se perdendo na dança enquanto a banda toca sua música.


Depois de uma turnê mundial, o lançamento de seu álbum Let’s Go Sunshine (um dos dez álbuns mais ouvidos no Reino Unido na ocasião), viu a banda no topo da lista em festivais pela Europa. O boom do streaming abriu o The Kooks para um novo público de jovens fãs com sua marca de indie pop, que estavam ansiosos para vê-los tocar ao vivo.

Saindo de uma agenda de turnês punitiva, o vocalista, Luke Pritchard, prometeu respirar um pouco. Mas em vez disso, reencontrou-se ao estúdio.

“Comecei a ir a Berlim por três ou quatro dias de cada vez. Fui muito afetado pelo Brexit e queria fazer uma declaração criando um disco europeu”, explica ele. “Somos uma banda europeia, praticamente moramos lá e temos tanto amor pela Europa, então queríamos manter essa conexão.”

Berlim tem sido uma espécie de Meca criativa para artistas de todo o mundo e Pritchard se viu se movendo nesses círculos, conhecendo os colaboradores com quem trabalharia em seu sexto álbum, 10 TRACKS TO ECHO IN THE DARK. O período foi de trabalho, inspiração e criatividade em oposição à festa. “Eu não estava usando drogas”, atesta Pritchard. “Eram mais bares e uma garrafa de uísque do que Berghain.”

O ambiente rapidamente começou a fazer sua mágica. “Muitos compositores encontraram refúgio em Berlim”, diz ele. “É um lugar livre, não é tão consumido pela comercialidade. Eu estava procurando algo um pouco mais cru, um pouco mais minimalista. Às vezes você apenas pega essas nuances em algum lugar. Não são necessariamente as pessoas, é o lugar.”

Armado com um novo mantra – não pensar demais e apenas fazer um disco que ele gostaria de ouvir em casa, as ideias vieram livre e facilmente. Juntando-se a Tobias Kuhn para escrever e produzir a maior parte do álbum, sua primeira sessão de composição os viu escrever o single principal, Connection, em apenas algumas horas. As coisas estavam indo bem com a dupla lançando cinco faixas, mas em março de 2020, o COVID interrompeu o sonho europeu de Pritchard, forçando-o a voltar para casa no Reino Unido para terminar as sessões de composição pelo Zoom até que Tobias pudesse voar para Londres e gravar com ele e o resto da banda, Hugh Harris (guitarra/sintetizador/baixo) e Alexis Nunez (bateria).

Casando e se tornando pai pela primeira vez, estamos ouvindo um novo Pritchard – um cujos demônios estão por trás, otimista em relação ao futuro.

“Espero que essa sensação de paz interior apareça”, diz Pritchard sobre a perspectiva otimista do álbum. “Quero me divertir com minha vida neste momento. Mas também – é meio que um reflexo do que eu estava sentindo em tempo real em um mundo pré e pós COVID. Eu estava lendo muita ficção científica – como Philip K. Dick, Azimov e coisas surreais como Boris Vian – o que obviamente me distrai do que está acontecendo no mundo, mas me ajudou a ser criativo com as músicas.”

Luke conclui: “Na pandemia, tive um bom tempo para examinar nossos álbuns e me sentir orgulhoso e sortudo. Este álbum é um verdadeiro obrigado aos nossos fãs por nos acompanharem por tanto tempo, esperamos que vocês gostem”

Ouça o álbum na íntegra:

Posts Que Talvez Você Goste

0 comentários

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!