Jéssica Cohen quer te levar ao estado súbito de loucura com seu novo single, 'Veneta'

12:00 PM


O single é o segundo lançamento da artista baiana que combina perfeita rock'n'roll, jazz e blues, com um toque de sedução

Texto: Ingrid Natalie (instagram: @femalerocksquad) 

A cena musical independente brasileira produz diversos artistas talentosíssimos. Jessica Cohen está neste seleto grupo. A artista, nascida em Salvador (BA), embarcou em carreira solo em meados de 2020 quando deixou os vocais da banda The Red Rivers. Jessica explica que um dos motivos foi ter sentido a necessidade de externar os seus sentimentos em suas composições, gerando assim, uma chama de incentivo para que ela pudesse tirá-lo da gaveta. 

Jessica estreou oficialmente o projeto em outubro com o lançamento do single 'FIRE' que logo de início alcançou 7 mil ouvintes nas plataformas digitais nos 2 primeiros meses. Mais recentemente, a musicista divulgou o single 'Veneta', uma belíssima batida marcante e uma letra sexy, cheia de sentimentos. Veneta significa um estado súbito de loucura, impulso repentino, e na mescla de ritmos com o instrumental, totalmente intimista.

Os dois singles mostram todas as inspirações de Jéssica. Desde sua infância, ela recebeu influências do rock, jazz e blues. Dentre as suas principais referências encontramos Amy Winehouse e Nina Simone. As suas inspirações musicais da atualidade são: Two Feet, NAO, Gab Ferreira e Jade Baraldo. Em suas letras, Jessica Cohen traz o seu lado mais sedutor e confiante, com composições em português e inglês, inspiradas na sua experiência de vida no Brasil, EUA e Argentina.

FRS: Quando e como você começou a se apaixonar por música, em especial o rock'n'roll?

Jéssica Cohen: Eu comecei a me apaixonar pela música desde pequena, ganhei meu primeiro violão com 8 anos e cantava na igreja também! Além disso, meus pais sempre colocavam música o tempo todo para eu ouvir, coletânea anos 80 entre outras coisas. O rock sempre fez parte de mim, sempre foi meu gênero favorito, mas resolvi segui um caminho diferente e me autoconhecer em outros gêneros musicais nessa fase solo.

FRS: Quais são as suas principais influências?

Jéssica Cohen: Minhas principais influências vocais são Amy Winehouse, Nina Simone, NAO...do Brasil eu tenho escutado muito a Jade Baraldo e Agnes Nunes, são grandes referências.

FRS: Como foi o processo de saída da banda The Red Rivers para a carreira solo? 

Jéssica Cohen: Eu sempre tive banda, de rock, nunca achei que me sentiria segura solo...mas quando surgiu a pandemia, um de nossos integrantes precisou retornar à sua cidade natal e acabou esfriando muito mossa formação. Além de tudo, estando em casa, eu consegui me conectar com novas composições, outros tipos de música e ritmos que não encaixavam mais na banda. Foi assim que decidi seguir solo.

FRS: Como você se definiria como compositora? 

Jéssica Cohen: Eu acredito que sou uma compositora mais que cantora hahaha é uma válvula de escape para mim e é muito interessante a rapidez que consigo entregar uma composição com qualidade.

FRS: Como foi o processo de composição para os singles 'Fire' e 'Veneta'? 

Jéssica Cohen: Por incrível que pareça, FIRE foi a última composição dentre as outras que eu havia mentalizado para serem lançadas primeiro. Quando compus FIRE, senti uma conexão muito interessante e eu já tinha ela praticamente completa em minha cabeça. Veneta surgiu um pouco antes e faltava um refrão, no fim eu e meu produtor Vitor Machado decidimos que ficaria mais interessante apenas a melodia e os efeitos no lugar do refrão, é uma música bem intensa “sad & horny” hahaha

Assista ao clipe de 'FIRE': 


FRS: Qual o diferencial de ambas as músicas para que você as escolhesse como singles?

Jéssica Cohen: Eu tinha a ideia de que precisava me lançar com uma música forte, com refrão marcante e chiclete, em inglês para remeter à banda que eu havia saído. E assim surgiu 'FIRE'! Quando compus, já senti que era ela que precisava ser o single de estreia. Além de 'FIRE', eu precisava de um 2º single em português para que as pessoas entendessem que eu também sabia compor/cantar em português, então 'Veneta' era a única na língua que eu havia feito até então. 

FRS: Por fim, o que o futuro reserva para Jéssica Cohen? 

Jéssica Cohen: Espero que um futuro brilhante de sons incríveis, muita dedicação e reconhecimento hahaha eu já tenho outros sons a caminho no forno, colaborações com outros artistas e sozinha também. Ansiosa para mostrar mais!

Assista ao clipe do single 'Veneta'

Posts Que Talvez Você Goste

0 comentários

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!