Violet Soda apresenta o álbum de estreia para casa cheia em São Paulo

8:15 PM


Violet Soda durante show em São Paulo - Foto: Ingrid Natalie
O show, com a lotação da casa praticamente em sua totalidade, marcou o lançamento do álbum de estreia do quarteto

Texto: Ingrid Natalie (Instagram: @femalerocksquad)

Violet Soda, uma das maiores revelações do atual rock brasileiro, se apresentou em São Paulo neste domingo, 8 de março. O show marcou o lançamento do elogiado álbum de estreia do quarteto. "Violet Soda" foi gravado no Estúdio Costella (SP) com produção de João Lemos e Alexandre Capilé. O disco transborda energia ao longo das nove faixas e traduz, com exatidão, toda a intensidade que o grupo mostra no palco. 

Sobre a relevância da apresentação a vocalista Karen Dió comenta, "Esse show será muito importante pra banda e para mim. Lançamento do meu primeiro álbum da vida, na cidade onde tudo aconteceu". Neste show especial no Fabrique Club, o quarteto paulista mostrou as fãs todas as  músicas do novo registro de estúdio. Eles subiram ao palco às 21:00 ao som da animada "Charlie" que recebeu resposta imediata do público que cantou em uníssono. "You Don't Know Me" exibiu toda a essência primária da banda com as influência de punk e grunge. Também integraram no repertório "Tangerine""Candyman", "Ashes", "Don't Like This Song" e "Girl!"

Já tinha sido informado que o evento seria muito marcante devido a algumas participações especiais. A primeira da noite foi de Isa Salles da banda Scatolove que cantou o refrão da pesadíssima "I'm Trying". Em seguida, Emmily Barreto do Far From Alaska dividiu o palco com Violet Soda para a execução da música "Friends", o público foi ao delírio ver duas das mais importantes vocalistas do underground juntas. Já no final, Cris Botarelli, também do Far From Alaska, provou sua excelência na guitarra e tocou duas músicas.

Emmily Barreto e Karen Dio dividindo os vocais em "Friends"
Cris Botarelli ao lado de Karen Dió  - Foto: Ingrid Natalie 
É importante citar a altíssima qualidade técnica e da performance visceral de Murilo Benites (guitarra), André Dea (bateria) e Tuti AC (baixo) . O entrosamento deles é praticamente palpável de tão forte. Além disso, Karen Dió é a personificação da simpatia. Interagiu a todo momento com o público, tocando as mãos dos fãs e se jogando no meio da galera. Definitivamente, fãs e banda saíram satisfeitos do show que vai deixar aquela ansiedade para o próximo.

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!