Laure Briard: " encontro com Boogarins é um dos eventos mais incríveis da minha vida musical"

10:00 AM

Laure Briard - Foto: Lisa Boostani
Cantora francesa está em turnê em terras tupiniquins ao lado dos músicos do Hierofante Púrpura e Larissa Conforto. Os shows fazem parte da divulgação do mais recente registro de inéditas, "Un peu plus d’amour s'il vous plait".

Texto: Ingrid Natalie (instagram: @femalerocksquad)

Laure Briard vêm se estabelecendo uma das artistas independentes mais relevantes da Europa. Os primeiros passos da musicista francesa foram dados em 2013 com o lançamento do EP "Chante La France".  Ela usa muitas referências do pop inspirado nos anos 60 e do rock psicodélico que a inseriu na cena de música lo-fi francesa. Em 2016, ela voltou ao estúdio onde trabalhou no disco "Sur La Piste de Danse". culminando no aumento da sua base de fãs e no reconhecimento pela mídia mundial. Sua paixão pelo Brasil aconteceria após uma apresentação no aclamado festival americano SXSW onde conheceu Benke Ferraz (Boogarins) com quem trabalharia na produção do EP "Coração Louco" (2018).

Nesse meio tempo, ela fez uma mini-tour por aqui e agora está voltando em Maio para novos shows no país. Ela se apresentou no Rio de Janeiro, nos dias 27 de abril, em Vitória, no dia 28, retornou para para a cidade maravilhosa no dia 29 para um show fechado. Ela terminará a turnê brasileira em São Paulo, onde se apresenta no  dia 01, no Sesc Santana e no dia seguinte, chega ao Sesc Campinas.

Os shows fazem parte da turnê do disco "Un peu plus d’amour s'il vous plait" (2019). Da solidão de um marinheiro à uma separação ou sobre andar por aí descuidadamente, Laure Briard canta sobre personagens atormentados que sofrem  por viverem uma poesia em um dia-a-dia mundano. Briard  apresenta um álbum com vários tons dentro de uma dimensão esotérica, o que pode fazer com que alguns se lembrem do clássico Their Satanic Majesties Request, dos Rolling Stones.

Quem acompanha Laure nestes shows é uma super banda que conta com Larissa Conforto (ex-Ventre), Danilo Selvagi e Helena Rosa, ambos do Hierofante Púrpura, e o tecladista francês Vincent Guyot. Em São Paulo, a compositora também contará com a participação especial de Benke Ferraz. Conversamos com a musicista que nos contou sobre a produção do novo álbum e da expectativa para o show na capital paulista. Confira:

FRS: Em primeiro lugar, gostaríamos de falar sobre o seu terceiro e recente álbum, "Un peu plus d’amour s'il vous plait". Quais foram suas principais influências para isso?

Laure: Eu tenho diversas referências. Cantores favoritos. Eles seguem comigo desde o começo. Françoise Hardy e Margo Guryan são minhas principais influências. Essas duas mulheres inspiraram muito. A maneira como elas fizeram suas músicas, seus temas, sua sensibilidade.

FRS: Qual faixa do novo álbum descreve melhor o momento atual da sua carreira e por quê?

Laure: Eu acho que é "Marin Solitaire". Fala sobre um marinheiro solitário que vai na água dependendo do vento. Ele não sabe onde ele vai, mas vai. Muitas flutuações com o fluxo das ondas. Este marinheiro é como eu na minha vida todos os dias. E esse sentimento de solidão às vezes ..


Ouça a música "Marin Solitaire": 


FRS: "Un peu plus d'amour s'il vous plait" foi mais desafiador em qualquer aspecto?

Laure: Não há desafio no jeito que eu faço música. Eu apenas gosto da ideia de explorar as coisas. Ir mais profundamente. Eu amo a ideia de ser aberta e não importa o quê. Na França, muitas pessoas pensam que eu não sou identificável. Isso significa que eles não podem me colocar em padrões para eles, é estranho. Mas eu não me importo se quero fazer bossa, psique, bruxaria ou música tuaregue. Esse é o meu tipo de desafio.

FRS: Que tipo de compositora é você? Como o processo de escrita funciona para você?

Laure: Vai com o fluxo. Nenhum processo específico .. é completamente aleatório.

FRS: Você lançou o EP, "Coração Louco", com Benke Ferraz como produtor. Como foi trabalhar com ele?

Laure: Eu estava tão feliz tão feliz. Meu encontro com Boogarins é um dos eventos mais incríveis da minha vida musical. Nós trabalhamos de maneira completamente diferente do trabalho que eu costumava fazer. E isso é o que eu queria. Nós fomos em um tipo de coisa experimental. Ynaia e Dino também estavam lá. Muito orgulho!

FRS: Esta é sua terceira vez no país. O que você mais gosta no público brasileiro?

Laure: O público brasileiro é o melhor para mim. Tão fofo!! Mesmo que eles não conheçam a música que eu faço, eles são realmente curiosos e curtem. Eu gostaria de fazer mais shows aqui em todo o país !!

FRS: Finalmente, o que os fãs podem esperar dos shows?

Laure: Alegria e firmeza total!!

Ouça o álbum na íntegra:




Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!