Aline Muniz mostra amadurecimento e determinação em novo álbum

3:12 PM

"Meu maior sonho é sempre conseguir fazer músicas que toquem o coração das pessoas", Aline Muniz.
Foto: Alexia Magalhães
Com três álbuns lançados muito bem recebidos pela crítica, Aline Muniz vem sendo cada vez mais reconhecida pelo público da MPB, e agora conquista o cenário pop adulto com seu último trabalho.

Uma mulher de fibra, incansável e determinada. Essa é a cantora Aline Muniz que recentemente lançou seu terceiro álbum de estúdio, "Brazilian Pop Music".  O novo registro traz releituras das músicas "Mensagem De Amor", dos Paralamas do Sucesso, que ganhou uma versão em espanhol, e "Ribbon In The Sky", do icônico Stevie Wonder, além das inéditas "Pra Que Ficar Sozinho" e "Porque Era Amor".  Além das influências de Bossa Nova e MPB, o trabalho incorporou elementos da música eletrônica e um pop sofisticado. É a apresentação de uma artista cada vez mais madura e decidida.

Desde muito jovem, Aline já apresentava traços musicais em sua essência. Aos 12 anos, ela começou a estudar música e aos 15 já atuava como cantora profissional. Seu álbum de estreia, "Da Pá Virada", produzido por Marco de Vita e Lua Lafaiette, veio em 2008 com composições como “O Negócio É Amar”, de Carlos Lyra e Dolores Duran e single “Básica” de Tatiana Cobbett, que estourou entre as mais tocadas nas rádios brasileiras. O sucesso do disco a fez ser convidada pela Rede Globo de Televisão para homenagear Moraes Moreira no programa Som Brasil. Na ocasião, interpretou, entre outras, a canção “Bloco do Prazer”. O primeiro trabalho também foi destaque nas trilhas sonoras de telenovelas da Rede Record com as músicas “Saindo de Mim” e “Sai Dessa”.

O segundo álbum, "Onde Tudo Faz Sentido" (2011) traz composições autorais de Aline em parceria com Marco de Vita. Não só percebemos o talento inegável dela como compositora como a voz surpreendente interpretando clássicos como “Deixa Chover” de Guilherme Arantes e “Mensagem de Amor” de Herbert Vianna. Além de sua performance marcante ao interpretar a canção “Senhorinha", do compositor e violonista brasileiro Guinga, tema da novela "Escrava Mãe".

No segundo semestre de 2016, Aline se mudou para Nova York, nos Estados Unidos, para fazer um curso voltado para música e trabalhando na concepção musical para o mercado internacional.  Veja nossa entrevista com uma das principais cantoras da nova cena musical: 

FRS: Atualmente, você está trabalhando na divulgação do seu novo álbum, "Brazilian Pop Music". Como foi o processo de composição do álbum? Quais foram as suas principais inspirações? 

Aline Muniz: O "Brazilian Pop Music" é seleção de músicas escolhidas a dedo pelo produtor musical Béco Dranoff com o intuito de expandir a minha carreira para o exterior mostrando a música pop brasileira sofisticada. Nessa seleção está uma versão em espanhol de "Mensagem de Amor", releituras de grandes sucessos e duas músicas inéditas. As duas foram compostas em parceria com a Andrea Laffa traduzindo a sensação maravilhosa de amar e ter alguém pra dividir os momentos inesquecíveis da vida, dividir e compartilhar o amor. 

FRS: No segundo semestre de 2016, você se mudou para Nova York com o objetivo de fazer um curso voltado para música e concepção musical para o mercado internacional. Como tem sido a experiência? 

Aline Muniz: A música brasileira é muito bem recebida e respeitada. As portas se abrem quando você diz que é da área da música no Brasil. Não são em todos os segmentos que isso acontece, então eu acredito que esse valor deve ser sustentado e renovado sempre. 

FRS: Você começou a trabalhar com música bem cedo, aos 15 anos já atuava como profissional. Em quais aspectos você observou mais amadurecimento?

Aline Muniz: Tempo de estrada. Shows, conhecer o mercado que a cada dia se transforma. Me conhecer, sei agora a diferença entre o que eu sou e o que eu gosto. Acreditar na unidade de cada voz, na singularidade da minha e na singularidade que cada cantor tem. 

Assista ao clipe da música "Eu, você e mais ninguém": 


FRS: Com 3 álbuns lançados, qual deles você sente que foi o mais desafiador?  

Aline Muniz: Todos. Cada um me provocou de uma forma e me fez buscar caminhos diferentes. De cantar, de compor, de me apresentar, de me expressar. Cada disco reflete um momento único.

FRS: Qual seu maior sonho em relação a música? 

Aline Muniz: Meu maior sonho é sempre conseguir fazer músicas que toquem o coração das pessoas, que faça uma conexão. É de alguma forma fazer as pessoas acessarem os sentimentos, refletir sobre eles. 

FRS: Finalmente, quais serão os próximos passos de Aline Muniz?

Aline Muniz:  Muitos shows. Expandir, expandir, expandir. Pro mundo!

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!