Torre dá mais um passo a frente na carreira com o lançamento do single 'Coloco Os Pés Na Rua'

10:00 AM

Torre - Foto: Divulgação
Música foi feita em parceira com Valentim e dá sequência ao álbum "Rua I" (2018)

Por: Ingrid Natalie (instagram: @femalerocksquad)

A banda Torre é daquelas que acredita em trabalho árduo e totalmente genuíno. O quarteto nasceu em Recife e é formado por Felipe Castro (voz e guitarra), Antônio Novaes (guitarra e synth), Vito Sormany (bateria) e Danillo Sousa (baixo). Apesar de terem oficialmente iniciado no final de 2017, a sintonia do grupo existe desde 2013, quando tocavam projetos diferentes. A banda já tinha uma identidade bem formada desde o princípio. Eles chegaram com uma forte atitude na cena independente. " Deixar de esperar que alguém faça e fazer. Tomar a direção do ciclo", como comenta Felipe Castro.

Em 2018, eles lançaram "Rua I", disco de estreia, com o objetivo de explorar o sensorial, sempre priorizando a experiência do ouvinte. As letras trazem muita reflexão e estimulam a participação do ouvinte, instigando o processo cognitivo. Recentemente, o quarteto anunciou o lançamento do single "Coloco Os Pés Na Rua" em parceria com o músico gaúcho Valentin. A música faz parte do projeto Passeio, criado por Valentin. Leia a nossa entrevista com a banda que nos contou tudo sobre o início da carreira e planos futuros:

FRS: Oficialmente, a banda Torre está em atividade desde final de 2017. Como vocês se conheceram e iniciaram o projeto?

Torre: Nos conhecemos separadamente no tempo do colégio. Antônio estudou com Vito, depois conheceu Felipe e apresentou os dois. Vito entrou na faculdade e conheceu Danillo, que foi apresentado ao resto do grupo. Começamos a tocar em 2014, por aí, tivemos alguns projetos, e a torre surgiu desse movimento de compor junto e construir coisas, mas com um objetivo mais centrado em ter uma banda fora do hobbie e tocar uma carreira.

FRS: Quais são as principais influências da banda?

Torre: A gente escuta muita coisa e sempre é assim antes de um processo de produção. Durante o "rua i" a gente buscou muita referência no pop e na música eletrônica, mas tínhamos a bagagem do rock com a gente. Ouvimos muito Sleep Party People, Radiohead, Wang Wen, Ventre, mas também teve muito Childish Gambino, Bjork e Kendrick Lamar, Marrakesh. A gente sempre busca pensar onde a gente quer chegar, escolher as referências e adequar isso ao nosso objetivo final.

FRS: Como funciona o processo de composição pra vocês? É colaborativo ou cada um fica responsável por algo?

Torre: É bem fluida a parte da composição. As letras sãoo escritas por Felipe e Antônio, e os arranjos sempre compostos de forma conjunta, gravando, escutando, daí regravando pra ver o que funciona, até chegar na forma final de estrutura. Depois é trabalhar nos detalhes. 

FRS: Nos conte um pouco sobre "Rua I", o registro de estreia. Como foi o processo de gravação e qual música deste álbum mais define a sonoridade da Torre?

Torre: "Rua i" foi, como dito, nosso primeiro registro, então exigiu muito tempo e atenção. Nos encontrávamos semanalmente pra tocar e rever os arranjos. Felizmente tivemos a companhia e competência de Guilherme Assis, produtor do disco, que teve a missão de nos mostrar os caminhos por onde podíamos levar o disco, e também ajudou muito no processo de descoberta dessa identidade. 

Ouça "Rua I" na íntegra:


FRS: Precisamos perguntar sobre o single "Coloco Os Pés Na Rua". A música foi escrita em conjunto com o artista gaúcho, Valentim. Uma curiosidade é que o processo de composição foi totalmente a distância, via internet. Como vocês descrevem a experiência?

Torre: Foi gostoso demais! Valentin é muito nosso amigo, e quando ele enviou a música e o convite pra fazer parte do projeto Passeio foi uma honra pra gente, ficamos muito animados. Semanalmente atualizávamos Érico do processo, e ele nos deu carta branca pra levarmos a música pra onde quiséssemos. Achamos uma base pra música e fomos trabalhando em cima disso. 

FRS: Qual é o diferencial de "Coloco Os Pés Na Rua" que torna uma música tão especial?

Torre: Além da nossa forte amizade com Valentin ser materializada nessa canção, "Coloco os pés na rua" simboliza um amadurecimento pra nós, como banda. O processo de composição foi muito maduro e nossa visão da música se manteve bem centrada o tempo inteiro. Acho que a melhor parte, internamente, de todo o processo, foi perceber como cada vez as coisas ficam mais claras entre a gente; o processo é cada vez mais rápido e fluido. Além de ser uma canção linda e muito tocante, gravar ela foi um momento único pra nós.

Ouça o single "Coloco Os Pés Na Rua":


FRS: Li em uma entrevista que Felipe comenta sobre a cena independente em Pernambuco, que a banda tem total controle criativo e que se sente muito confortável em estar inserida nela. Como vocês analisam a música independente no Brasil como um todo?

Torre: A coisa mais legal é a interação com as bandas. Cada qual tem a sua pegada, seu público, mas onde a gente chega pra fazer algum contato com banda local somos bem recebidos, muito em parte, acredito, pela quantidade de trabalho que existe pra tocar uma banda independente. Rola esse companheirismo e boa relação. O que a gente tem visto pelos festivais é que estamos todos no mesmo corre pra fazer dar certo, nos movimentarmos e poder dar vida à essa engrenagem incrível que é a música independente. 

FRS: Qual o papel da música na vida da Torre?

Torre: Fazer música é o que nos satisfaz. Quando você tem uma banda independente você é obrigado(a) a pensar além da música, do produto final do teu trabalho, né. Tem que pensar não só no que você vai apresentar quando chegar no palco x, mas também o que você precisa fazer pra tocar no palco x. Mas sem o fazer música, produzir, compor, não ia ter graça alguma. A parte mais prazerosa, com certeza, é estar junto e trabalhando, tocando. 

FRS: Para finalizar, quais serão os próximos passos da Torre no restante de 2019?

Torre: Não podemos dizer nada além de que "Coloco os pés na rua" foi só o começo de um grande ano pra gente, e queremos muita gente acompanhando as novidades nas nossas redes sociais.

Onde encontrar a banda:

Facebook: https://www.facebook.com/torremusica

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!