Entenda porque cosplay é muito mais que apenas uma roupa

2:14 PM

Por: Ingrid Natalie (twitter: @ingridnatalie)

O termo cosplay já não é tão desconhecido do público hoje em dia. A palavra é uma abreviação de dois vocábulos da língua inglesa, "costume" (roupa / traje / fantasia) e "play" (atuar). Nada mais é do que a representação de alguma personagem de séries, games, animes ou mangás, buscando retratá-lo da forma mais fiel possível. Quem veste a roupa é chamado de cosplayer. O principal critério para o cosplayer escolher quem ele irá caracterizar se baseia essencialmente na identificação que a pessoa tem com o personagem.

Por incrível que pareça, essa não é uma atividade recente. O primeiro cosplay data de 1939 e foi feito por Forrest J. Ackerman durante o evento Worldcon. Ele criou uma roupa inspirada no filme de 1936 "Things to Come", se tornando pioneiro nos concursos. Com o decorrer da popularidade das animações japonesas nas décadas de 80 e 90 mais pessoas aderiram a tendência e se transformou em um grande sucesso. No Brasil, cosplay ficou mais comum no início dos anos 2000 com a chegada dos eventos Animecon e Anime Friends. Não apenas os brasileiros se encantaram pela moda como também se especializaram: o país é bicampeão em torneios mundiais de cosplay.

Ser um cosplayer requer dedicação, esforço e tempo. Muitos passam anos economizando para fazer o cosplay dos sonhos (alguns trajes podem custar caro dependendo do material e acessórios), além do cuidado na apresentação.

Um dos cosplayers que vêm chamando atenção nos eventos é Anderson Silva. O professor de 28 anos começou sua carreira como cosplayer em 2007, e atualmente faz parte do grupo "Stars Of Destiny" que reúne personagens do anime Cavaleiros do Zodíaco. Ele já fez Mú e Shion de Áries, Shaka de Virgem e mais recentemente Dohko de Libra. Todos repletos de detalhes e com uma fidelidade impecável as personagens. Ele conta, em entrevista para o Female Rock Squad, sobre seus trajes, situações inusitadas em eventos e dicas para quem quer fazer cosplay. Veja:

FRS: Primeiramente, quando e como começou sua paixão por cosplay?

Anderson: Bom, minha paixão por cosplay acredito que tenha começado em 2007 quando fui pela primeira vez em um evento de anime. Mas, só passei a me caracterizar a partir do ano de 2013, pois minha realidade ($$$) passou a ser outra.

FRS: Quais personagens você fez até o momento e qual foi o mais difícil de fazer?

Anderson: Até o momento eu faço cosplay de personagens dos cavaleiros do zodíaco: Mu de áries, Shion de áries, Shaka de virgem (já estou avaliando a possibilidade de fazer o Shijima de virgem) e Dohko de libra. E o mais difícil de fazer foi o Dohko, pois eu tive que por a mão na massa e não tinha muita noção do que o como fazer, porque os anteriores eu dependi de cosmaker.

Armadura de Dohko de Libra
FRS: Nos eventos o público fica fascinado pelo cosplayers e sempre querem registrar o trabalho do mesmo. Qual abordagem mais inusitada que você já recebeu em eventos?

Anderson: kkkk.....foi quando uma "coelha gigante" me abordou quase tendo um ataque do coração, pois neste dia eu estava com o cosplay do mú áries e ela é fascinada pelo personagem, e fui tratado por ela como se eu fosse o tal. me assustei na hora.....kkkkk, mas gostei do impacto causado.


Armadura de Mú de Áries
FRS: O que cosplay significa para você?

Anderson: Realização. Poder me caracterizar como os personagens que estiveram muito vivos na minha infância é poder dar a verdadeira vida a eles. Me divirto muito!

FRS: Para finalizar, quais dicas você daria para uma pessoa que quer começar a fazer cosplay?

Anderson: Primeiramente, fazer por diversão, mesmo que o nível do cosplay venha tornar-se como algo profissional, pois isso fará com que não se perca a magia desta brincadeira de dar vida aos personagens. Segundo, procurar ser carismático, pois o público agradece. E por fim, evitar conflitos bobos com pessoas do meio cosplay, pois isso nunca leva a lugar algum, criando apenas desavenças desnecessárias e não proporcionará crescimento algum a ambas as partes.

Conheça mais sobre o trabalho do Anderson: 
https://www.facebook.com/AndersonSilvaCosplayer


Concurso de Cosplay é obrigatório em eventos de cultura nerd. Claro que não seria diferente na Comic Con Experience 2015, que deve reunir mais de 120 mil pessoas no São Paulo Expo de 3 a 6 de dezembro. Para deixar a banca de jurados ainda mais abrilhantada, foi confirmada a presença da renomada cosplayer, Lady Lemon. Famosa por atuar com efeitos especiais, além de ser modelo, atriz e youtuber, a argentina será jurada do concurso Comic Con Costume and Play Order (C3PO), tanto das seletivas online como da final do Smash Challenge, que acontecerá dentro da CCXP.


Lilia Lemoine trabalhava em empresas de tecnologia e entrou no mundo cosplay em 2012. No decorrer desses três anos, aprendeu diversas técnicas de confecção de figurinos e hoje ganha dinheiro exclusivamente com a atividade. Lemon é proprietária de uma pequena escola de cosplayer e viaja para diversos eventos internacionais para apresentações.

No Brasil, Lady Lemon também ministrará um workshop sobre construção de armaduras e produção de efeitos especiais para cosplay durante a Comic Con Experience 2015, e dedicará sua visita para tirar fotos e conceder autógrafos ao público. Quer saber como conhecê-la e ficar rodeado de cosplayers? Acesse o site da CCXP: http://www.ccxp.com.br/


Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!