Leia nossa conversa com um dos dubladores mais queridos do Brasil e dos anos 90

4:43 PM

Hermes Baroli, "Graças a ele conheci o Brasil  inteiro e recebi carinho espontâneo  de milhares de fãs. CDZ significa uma infinidade de boas lembranças."

Dublador comenta sobre seu personagem principal e o carinho dos fãs há 20 anos
Por: Ingrid Natalie (@ingridnatalie)

Todos nossos leitores conhecem a nossa paixão por cultura geek e inevitavelmente adoramos falar de 'animês', ou se você prefere, animações japonesas aonde os personagens tem olhos grandes e totalmente encantadores. No Brasil, esse estilo de animação ficou muito popular a partir da metade dos anos 90, principalmente após a chegada de Cavaleiros do Zodíaco em 1994 pela saudosa Rede Manchete. A repercussão do animê se deu de forma tão positiva, ganhou tantos fãs em terras tupiniquins que os próprios dubladores dos personagens também saíram das quatro paredes do estúdio para conquistar admiradores em eventos de norte a sul do país.

Nós conversamos com Hermes Baroli, que é, nada mais nada menos do que o dublador do Seiya, a personagem central da série. Sabe aquela história de filho de peixe, peixinho é? Pois, aconteceu o mesmo na vida de Hermes. Ele é filho dos atores Gilberto Baroli e Zodja Pereira, e irmão da atriz Leticia Quinto e Luciana Baroli.

Totalmente empenhado na profissão, Hermes esteve envolvido em diversas montagens, comerciais de televisão, cinema e também atuou nas telenovelas globais Kubanacan e Ciranda de Pedra,  respectivamente em julho de 2003 e agosto de 2008. Além disso ele é graduado pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo, coordenou o estúdio Lipsync versão sonora e fundou a Dubbrasil aonde atualmente é coordenador do curso de especialização em dublagem.

Hermes  também passou por experiencias em dublagens no Rio de Janeiro no início da década de 2000. Ele emprestou a sua voz para Ciclope no longa-metragem 'X-Men Evolution', Matt Damon em 'O Resgate do Soldado Ryan', Edward Norton em 'Clube da Luta' e mais recentemente James Franco em '127 Horas'. Porém, é inegável dizer que Seiya de Pégaso sempre terá um espaço importante na carreira do ator, afinal o golpe "Meteoro de Pégaso" ficou eternizado em sua voz.

FRS: Pode nos contar sobre o início em 1994? Como você foi escolhido para fazer o Seiya?

Hermes Baroli: Normalmente é o diretor que escolhe o elenco de dublagem. No caso da gota mágica, onde foi dublado cavaleiros do zodíaco em 94, o diretor era meu pai, Gilberto Baroli. Mas, ao contrário do que vocês devem pensar, meu pai não me daria nenhum papel de destaque na série,justamente por ser meu pai. Sabedor disso, o dono da gota mágica entregou a nova série com dois personagens escalados, o Seiya e a Saori, e que meu pai escolhesse o resto do elenco.

Vale lembrar que CDZ não era uma série conhecida e não tinha um valor especial nesta época. Aos poucos é que fomos percebendo que aquele desenho tinha alguma coisa diferente e que prendia a atenção da audiência.

Hermes Baroli ao lado do seu pai, o ator  Gilberto Baroli
FRS: Já se passaram 20 anos, desde a primeira transmissão na extinta rede Manchete. Você percebe que os fãs amadureceram junto com a série?

Hermes Baroli: Os primeiros fãs já estão com mais de 30 anos de idade, muitos já passaram a paixão para seus filhos, outros tantos continuam apaixonados pela série até hoje. E todos carregam aquele aprendizado de superação, de buscar seus objetivos e de jamais esmorecer.

FRS: Em setembro o filme "Os Cavaleiros do Zodíaco: Lenda do Santurário" entrou em cartaz. O que significa para você dublar o Seiya neste novo longa metragem?

Hermes Baroli: É o personagem que dublo há mais tempo, são 20 anos já. Graças a ele conheci o Brasil  inteiro e recebi carinho espontâneo  de milhares de fãs. CDZ significa uma infinidade de boas lembranças. É um presente do universo e procuro, em cada uma de minhas atitudes, me tornar merecedor disso.


Acompanhe o Making-Off da dublagem de Lenda do Santuário:



FRS: Você trabalha como dublador de animes e filmes, mas você curte assistir animes? Você já assistiu "Saint Seiya: The Lost Canvas" e "Saint Seiya: Ômega"?

Hermes Baroli: Lost canvas  e Ômega eu tive o prazer de dirigir a dublagem. São dublagens feitas pela Dubrasil. E no caso de ômega temos a participação do Seiya. Ja dublamos os  primeiros 51 episódios. É sempre uma delicia.

FRS: Para você qual a importância de existir eventos como Anime Friends? E com a chegada do Comic Con Experience, você acredita em um crescimento no mercado de quadrinhos e desenhos?

Hermes Baroli: A força do anime é percebida claramente nos diversos eventos que existem pelo Brasil. Há 20 anos milhares de fãs se encontram nestas convenções, vestem-se como seus personagens preferidos, cantam as musicas e conhecem pessoalmente os donos das vozes que marcaram suas infâncias. Hoje não há anime sendo transmitido na televisão brasileira e mesmo assim os fãs continuam acompanhando os desenhos e se reunindo para celebrar esta paixão em comum. Acho sensacional e vejo como um mercador promissor.

FRS: Algum fã já chegou a te abordar na rua pedindo para reproduzir alguma frase do Seiya? Ou algum pedido que você achou estranho, engraçado ou inusitado?

Hermes Baroli: Isso não acontece com frequência . O ator em dublagem é um famoso anônimo. E gosta disso. Mas graças à internet alguns conhecem nosso rosto e tem acontecido com mais frequência este reconhecimento. Mas é sempre educado e espontâneo.

FRS: Você já recebeu alguma oferta de dublagem que você recusou e se sim por que?

Hermes Baroli: Dublo há 28 anos. Não é comum recusar trabalho. A única vez, que me lembro de algo assim,foi em dragon ball kai, que os fãs estavam detonando a dublagem, porque de fato o estúdio tinha feito escolhas infelizes como a troca de vozes de personagens fixos, por exemplo. Achei que não deveria participar de uma produção que não estava tendo o cuidado que acho que o fã merece.

FRS: Deixe uma mensagem para seus fãs.

Hermes Baroli: Seja pelo outro. Atenção e respeito ao próximo. Lembre-se que tudo o que você fizer pelo próximo, o universo fará por você.  Seja feliz e eleve diariamente seu cosmo ao sétimo sentido.




Se assim como nós você também é fã de animês, mangá e rock, você não pode ficar de fora da primeira edição da CCXP - Comic Con Experience. O evento será realizado de 4 a 7 de dezembro no Imigrantes Exhibition & Convention Center. Trata-se do primeiro evento por aqui nos moldes das comic cons realizadas em diversas partes do mundo, que reúnem fãs e profissionais de quadrinhos, cinema, TV, games, anime, RPG, memorabília e colecionáveis para conhecerem as últimas novidades dessas áreas em uma grande celebração do universo geek e da cultura pop. Os ingressos já estão à venda no site: www.ccxp.com.br, onde também é possível acompanhar os próximos anúncios de atrações e de artistas convidados do evento.

Posts Que Talvez Você Goste

0 comments

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!