Rock Ladies – Mulheres que agitaram a música (Parte VII)

11:15 AM

Saudações Rock'n'Roll vespertinas á todos os nossos 38 leitores esperamos que sejam mais que resolveram fazer uma pequena pausa nos estudos/trabalho/e outras coisas chatas para ler este humilde, mas honrado blog!

Hoje temos a sétima parte da nossa listinha-das-calcinhas, mas com couro e tachinhas aplicados na lingerie de nossas garotas! Sim, as Musas do Metal não poderiam ficar de fora!! Headbangers preparem seus corações e seus ouvidos para essas damas que fazem muito barulho e seus ouvidos sangrarem!!!

PARA EVITAR MAIORES TRANSTORNOS E DORES-DE-CABEÇA (Tanto a vcs como para nós) É RECOMENDÁVEL QUE SE LEIA A DROGA DOS AVISOS ANTES (Assim vc não precisa gastar seu precioso tempo escrevendo bobagem nos comentários sem ter lido nada antes! as Gravurinhas são bonitinhas, mas não dizem tudo, ok???)

AVISO 1: “Mas o queeeeeee??? Como assim ela tá na lista???? O que essa aí fez???? Vcs não sabem nada de Rock e bla bla bla…”, bom, se vc não for com a cara de uma das citadas, não xinguem as autoras, xinguem os fãs, ou melhor não xinguem ninguém! Respeito e Educação são coisas que vem do berço!

AVISO 2: “Mas a fulana ficou de fora…” – Sim, claro que muitas vão ficar de fora! Infelizmente a vida é assim, não dá para juntar TODAS as Rockers do passado/presente/futuro numa lista só! As que aparecem são as que mais se destacaram, creio eu! (Ou eu ficaria o resto da vida catalogando nomes e mais nomes, masss…Minha preguiça e minha tendinite não deixam!)

Agora sim, que venham nossas mulheres...

 ......................................................................



 

 

 

 

 

 

 

 

Alissa White-Gluz


Alissa bebeu da mesma fonte que Angela Gossow (falaremos dela neste mesmo post), masssss...Com a diferença que ela também canta com sua voz limpa! Alissa foi uma das fundadoras do “The Agonist”, banda na qual permanece até hoje! Lançaram dois discos bem recebidos pelo publico o “Only Once Imagined” e o “Lullabies for Dormant Mind”, aliás, o single “Thank you, Pain” que virou videoclipe fez com que a banda alcançasse grande popularidade! Além de ser engajada e lutar pelos direitos dos animais, Alissa já apareceu duas vezes na lista das “garotas mais quentes do Metal” feita pela revista “Revolver” Tá, isso não é interessante, mas infelizmente também falta informação sobre a Alissa! Quem for fã e souber de mais alguma coisa, que fale agora ou cale-se para sempre!

Ouça: “Thank you, Pain”, “Business Suits and Combat Boots”, “Rise and fall”, “Waiting out the Winter”



 

 

 

 

 

 

 

 

Amanda Somerville 

Apesar de ser uma cantora, de discos lançados e tudo, Amanda e mais conhecida por trabalhar nos “bastidores” da coisa toda! Explico – Amanda colaborou com composições e gravou com bandas como “After Forever”, “Edguy”, “Epica” (sendo a treinadora vocal da poderosíssima, divissima e vitaminadissima Simone Simons) e “Avantasia”! Tambem ajudou a escrever a metal opera “Days of Rising Doom” do supergrupo de metal progressivo “Aina”! Enfim, uma alma caridosa vestida em couro preto!

Ouça: "Angel of Mine", “Blue Nothing”, “If I Had a Wish”, “Windows”, “Inner Whore” 



 

 

 

 

 

 

Amy Lee

E tudo começou num acampamento para jovens aos 14 anos...Amy conheceu Ben Moody e assim nascia o Evanescence! Amy, além de ter uma poderosa voz de “soprano dramático” e outras qualidades vocais que eu me esqueci, mas tb não entendo muito disso é multi-instrumentista, dominando piano, teclado, violão, harpa e órgão! Também atua em causas nobres, como a “Out of the Shadows”, campanha que ajuda na compreensão de pessoas que tem Epilepsia! Atualmente está trabalhando em um novo álbum, para a alegria de seus fãs, que deve sair este ano!

Ouça: “My Immortal”, “Going Under”, “Snow White Queen”, “Lithium”, “Sweet Sacrifice”, “Taking Over me”



 

 

 

 

 

 

 

 

Anette Olzon

Embora ela seja conhecida como a “cantora-substituta-do-Nightwish-mas-não-gosto-dela-e-acho-que-a-banda-acabou-VOLTA-TARJAAAA” bom, alguns fas não gostaram muito da idéia, mas fazer oq... a fila anda, as catracas giram, as vocalistas saem e são substituídas! Anette começou na musica ainda criança quando sua mãe a obrigou a tocar oboé por oito anos e acompanhá-la em turnês com sua banda (e Anette ainda cantava com eles)! Aos 17 anos entrou para sua primeira banda, a Take Over, que fazia covers do ABBA e...todo mundo tem um passado que condena, mas foda-se! Tambem atttoorroonn o ABBA! Em seguida entrou para a banda “Alyson Avenue” onde lançou dois álbuns! Em 2007, depois de superar mais de 2 mil candidatas, de ser incentivada pela sobrinha e pelos membros de sua ex-banda, depois de muita espera, choradeira e gritaria (Ela disse que se segurou para não gritar quando Tuomas ligou pra ela e que chorou litros de emoção!) Anette Olzon foi anunciada oficialmente como a mais nova vocalista do Nightwish!

Ouça: “When Dreams fall Apart”, “I Still Believe”, “Perfect Love” (no Alyson Avenue) “Eva”, "Whoever Brings the Night", "Sahara", "Meadows of Heaven" (no Nightwish)



 

 

 

 

 

 

 

 

Angela Gossow

Quando pensamos em mulheres cantando em alguma banda de Heavy Metal, logo pensamos na delicada voz operística que elas tem e na bela harmonia que fazem com o som pesado! Mas vou falar algo: a primeira vez em que ouvi “Arch Enemy”, confesso que fiquei pasma! Mas não foi por causa do estilo da música, pela virtuosidade dos integrantes, da temática das letras ou o que quer que seja! O que fez o meu queixo cair a ponto de quase abrir uma cratera no chão exagerada on foi o fato de eu simplesmente não acreditar que eu estava ouvindo uma mulher cantando! Sim, meus caros, para quem não sabe, Angela Nathalie Gossow tem o dom do vocal gutural, uma raridade no meio feminino! Antes de entrar para a banda, Angela trabalhava numa firma de publicidade e estudava economia! Em 1999, enquanto entrevistava o Arch Enemy, Angela entregou uma fita demo na qual cantava, e, em 2000 quando Johan Liiva, até então o vocalista na época, saiu, a banda chamou Angela para uma audição! O resto é historia...não é preciso nem dizer que talvez ninguem se lembre do pobre Johan, pois Angela foi bem recebida pela maioria dos fãs!

Ouça: “Ravenous”, “Silverwing”, “Nemesis”, “We Will Rise”



 

 

 

 

 

 

 

 

Cristina Scabbia

Apesar do Metal ser sua especialidade, Cristina diz que não sabe ao certo que tipo de música a influencia mais, sendo assim, “super aberta” pra qualquer estilo, já que qualquer música exerce influencia sobre ela (isso, segundo a própria)! Como é de se esperar, teve uma infância rodeada de boa música (AC/DC, Led Zeppelin, Genesis), mas só aos 20 anos Cristina atendeu ao chamado do “deus Metal”! Antes de virar vocalista do Lacuna Coil, Cristina era bem amiga dos caras da banda e por enquanto fazia só uns backing vocals pra fazer caridade! Mas os caras notaram que ela tinha um verdadeiro interesse em cantar na banda, então gravaram uma fita demo com ela para enviarem para as gravadoras! Em 1997 já fazia sua primeira turnê!

Ouça: “My Wings”, “Daylight Dancer”, “Falling Again”, “Closer”



 

 

 

 

 

 

Crucified Barbara

Dos subúrbios de Estocolmo para o mundo, o Crucified Barbara começou sendo um projeto de Punk Rock, mas acabaram se tornando uma banda de Metal Alternativo! Seu primeiro álbum “In Distortion We Trust”, continha o single “Losing the Game” e foi lançado em Dezembro de 2005, que garantiu o 8 lugar para as garotas nas paradas de música sueca (mais tarde o álbum foi lançado no Reino Unido, EUA, França, Alemanha e Benelux) Em 2009 lançaram o segundo disco “Til Death Do Us Party” e embarcaram numa turnê de 6 semanas pela Europa para divulga-lo! Atualmente.............bom, não sei o que andam fazendo e não consegui achar uma noticia de maior relevância, se alguém/um fã/sei lá quem souber de algo, então comentem esses nórdicos sempre com a mania de se esconder do mundo

Ouça: “Sex Action”, "Rock N' Roll Bachelor", "In Distortion We Trust", "Jennyfer"



 

 

 

 

 

 

 

 

Dame pandora

Dame Pandora entrou para o Dark Sanctuary em 2000 e gravou o terceiro álbum da banda, o “L'Etre Las-l'envers du miroir”, que teve um enorme sucesso na França e na Alemanha! Bom, eu não vou vender gato por lebre e inventar um bando de mentiras sobre a moça! Infelizmente nem mesmo o site oficial da banda tem informações suficientes sobre ela (imaginem o Wikipedia...), mas quem sabe ela não é mais uma daquelas que “foi-rodeada-pela- música-desde-cedo-e-aos-15-anos-vai-estudar-canto-lírico-não-sei-aonde-e-depois-gravou-uma-demo-e-mandou-a-fita-pro-guitarrista-compositor-orquestrador-e-fim”! Quem tiver informações concretas sobre o passado enevoado da moça, favor se manifestar! Aliás, o Dark Sanctuary não chega a ser exatamente uma banda de “Heavy Metal”, já que a sonoridade da banda está mais para um neo clássico com influencias Darks...Enfim sensibilidade a flor da pele com uso de canto gregoriano de várias camadas vocais! Para quem é admirador do lado “sombrio-mistico-musical” da força e ainda não conhece, recomendo! Dá para viajar nas músicas e meditar sobre a vida em cima delas!

Ouça: “L’autre Monde”, “Au Milleu des Sepultures”, “Vie ephemere”, “Cet Enfer Au Paradis”



 

 

 

 

 

Doro Pesch

Uma das poucas cantoras de Metal da década de 1980! Mas isso não é problema, já que Doro reinou como uma das divas dos Headbangers daquele tempo (e ainda o faz)! Tudo começou em 1980, com a gravação de uma demo de 7 faixas com uma de suas primeiras bandas, a Snakebite! Em 1981 ela ingressou na banda “Beast”, mas em 1982 ela a abandonaria para finalmente entrar no Warlock! Em 1986 a banda fez sucesso com seu 3 album de estúdio, o “True as Steel”, com direito a clipe na MTV (da música “Fight for Rock”)! Mas devido ao entra-e-sai de integrantes, até que restasse a própria Doro como integrante original, nossa vocalista resolveu mostrar quem é que manda na banda, e o quinto álbum de estúdio da banda veio simplesmente com o nome “Doro”, o que daria inicio a sua carreira solo de agora em diante!

Ouça: “Fight for Rock”, “True as Steel”, “Hellbound”, “All we are”, “Earthshaker Rock”, “Bad Blood”

....................................................

E por hoje é só, caros mocinhos e mocinhas do roque, mas ainda não acabou! Não percam a oitava (e ultima...snif...snif...) parte da nossa lista, com a continuação das damas do Metal que deixam muito headbanger marmanjo no chinelo! "Rock Ladies - mulheres que agitaram a música (Parte VIII)" semana que vem neste mesmo blog, nesta mesma internet, neste mesmo PC!

E pra vc que tá mais perdido que Emo em Roda Punk bom, se fosse no sentido literal vc estaria ferrado! Aqui vão a primeira, a segunda, a terceira, a quarta, a quinta e a sexta partes:

Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6

...................................................................................

Eis que o mestre dos magos Rock’n’Roll deixa a seguinte mensagem:

Comentem com sabedoria em vossas mentes e paz em vossos corações

Ou seja:

- Criticas CONSTRUTIVAS? Serão sempre bem vindas!

- Comentários mal educados/ofensivos serão DELETADOS! (Então, não queira perder seu tempo escrevendo alguma merda, pq será apagado!)

- Há uma diferença GIGANTESCA entre “Liberdade de Expressão” e “Falta de Educação”! Se vc não sabe qual é, então antes de escrever bobagem, vá pesquisar! Fikdik!

Posts Que Talvez Você Goste

3 comments

  1. Rapaz Indignado24/3/11 14:42

    Sem querer ser indelicado, afinal o blog é de vocês e portanto podem escrever (ou deixar de escrever) o que quiserem, mas estamos na Parte VII e ainda não vi menção ao nome da Liz Phair. Se vocês não a conhecem, sugiro que pesquisem. E gostaria de pedir não para que a incluam na próxima parte mas que façam um post especial sobre esta figura icônica.

    ReplyDelete
  2. [...] Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6, Parte 7 [...]

    ReplyDelete
  3. Ola , depois de um passeio hoje pela manhã na Galeria do Rock em SP , voltei inspirado para escrever as partes que faltam , como havia dito nas outras partes de vcs onde fiz comentários......começarei pela VII e VIII pois a VI perderei mais tempo.....

    Aqui , sinceramente ( e como disse sou das antigas *rs* ) vcs me pegaram....tirando Amy Lee ( Evanescence ) e Doro Pesch , demais preciso conhecer mais. E farei isso !

    Mas vou dar meus palpites em sugestões para as duas que conheço *rs*

    Evanescence : "Bring to My Life" , "Call Me When You're Sober" , "What You Want"

    Doro Pesch : "Herzbut" , "Unholy Love"

    Até a próxima parte....

    ReplyDelete

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!