Yeah, baby, nós temos Hard Rock!!!!

11:33 PM

Por: Fernanda Cristina


Boa madrugada a todos os mocinhos, mocinhas do roque e todos os outros 37 leitores que nos acompanham
esperamos que seja mais
! Trazemos diretamente da nossa jukebox mágica, mais uma novidade que vcs precisam conhecer! Como vocês sabem,  garimpar boas bandas é um trabalho que exige esforço, dedicação, bons ouvidos e gosto musical apurado, massss...a gente aceita o desafio com louvor!

Aviso a todos os papais e mamães presentes: Liberem as suas filhas! A todos que buscam por uma boa música, atentem seus ouvidos para cá! E para quem curte um bom Rock’n’Roll 
como eu
preparem as suas bandanas, seus Jack Daniels e tudo mais a que temos direito, pois há uma banda que promete vir com tudo e “festejar” no melhor estilo Hard Rock!

Diretamente da “Cidade dos Anjos”, eles, os mais novos freqüentadores da “Sunset Boulevard”, do “Rainbow”
e de todos os lugares legais que eu gostaria muito de ir, mas por enquanto não posso porque sou pobre!

Com vocês: Live Wire!!!!!(com exclusividade, da terra do Tio Sam!)

Live Wire - Rock'n'Roll com diversão

FRS -  E ai, caras...contem com mais detalhes para os nossos leitores como a piração toda começou! Vocês sabem...como a banda surgiu, como os membros se conheceram, e como vocês chegaram ao nome “Live Wire” para batizar a banda?

LW A galera toda se conheceu no segundo grau, no colégio SIGMA. A escola promovia vários showzinhos na hora do intervalo, sempre ou com bandas de metal, ou covers muito genéricos.  Assim, Tainan Britto (guitarra solo) e Adriano Pasqua (Vocal) tiveram a idéia de formar uma banda que pudesse tocar um bom e velho rock’n’roll. Mas ainda precisávamos de um baixista e um baterista. Um dia Tainan conheceu um menino que estava fumando um cigarro em cima de uma árvore perto da escola, ele se chamava Pumba e seu apelido era Leonardo Motta, diziam que ele era um bom baixista, resolvemos conferir. Com a banda quase toda formada só precisávamos de um baterista versátil que pudesse transitar de música brasileira ao rock’n’roll, esse baterista era Leo Sanacar. Quase tudo estava pronto, só precisávamos de um nome agora. Nessa época, a galera que matava aula não entrava na escola e ia pra uma lanchonete chamada “Best Play”, numa dessas manhas na Best, Tainan teve a idéia de nomear a banda de Live Wire, a partir da música do Motley Crue, todos gostaram da idéia e assim nasce oficialmente a Banda Live Wire. Algum tempo depois, toda a banda sentia necessidade do peso de mais uma guitarra, Adriano fez o convite ao guitarrista da banda “Naked Beer” Marcel Papa, 5 anos depois cá estamos morando juntos em Los Angeles, uma das cidades mais rock’n’roll do mundo!

FRS - Faz pouco tempo que vocês estão em LA, certo? e para quem  e curte um bom Hard Rock, não podemos deixar de citar a boa e velha “Sunset Strip” - que além de ter sido berço para várias bandas do gênero, ainda exerce um encanto para os amantes do estilo! E para vocês? Já colocaram seus pés nesse solo sagrado? Como foi/está sendo a adaptação de vocês em um novo país?

LW - Ano passado tivemos uma reunião com um produtor da Universal Studios, um de seus conselhos para conhecermos melhor a indústria fonográfica, consistia em passarmos um período de tempo em Los Angeles. Leo nos trouxe uma lista com mais de 120 bandas que nasceram na cidade, avaliamos a situação e começamos a nos planejar para partida. Estamos aqui à um mês e uma semana, a adaptação foi mais demorada do que pensamos, as questões burocráticas são mais complicadas para estrangeiros, mas apesar disso, no pouco tempo que estivemos aqui, obviamente já batemos nossas pernas pela famosa Sunset Boulevard, a rua de West Hollywood onde transitaram os maiores rockeiros do mundo. Fizemos nossas compras na maior “Guitar Center” de L.A, vimos shows do Steven Adler, Jeff Scott Soto, Fonzie, ZO2, no “Whiskie a gogo” e tomamos nossos porres no “Rainbow”, ponto de balada de todas as bandas que se apresentam pelos bares da Sunset.

FRS - No blog da banda, um dos posts diz que vocês estavam indo para Los Angeles para estudar o mercado musical de lá, ver como as coisas funcionam...No pouco tempo que vocês estão nos EUA, dá para notar alguma diferença em entre as preferências musicais do público americano para o público brasileiro?

LW - Gostaríamos de lembrar que só possuímos a referencia do publico da região de Los Angeles, não podemos afirmar a mentalidade e comportamento do publico de outras cidades e estados americanos. Mas o que já conseguimos perceber dentro de L.A é a valorização do público com shows de banda autoral e a preferência para baladas com shows ao vivo ao invés de música mecânica. Isso já faz toda a diferença pra quem ta tentando divulgar seu trabalho. Aqui também, temos várias rádios grandes especializadas em rock’n’roll, algo que já estimula bastante a formação de um publico mais rockeiro.

FRS - Agora gostaríamos de saber se já rolou alguma apresentação do “Live Wire” em terras gringas...Já tocaram em alguma casa de show em LA? Qual foi a resposta da galera?

LW - Ainda não começamos a fazer shows, pois decidimos comprar nossos instrumentos aqui e ainda precisamos comprar a Batera e a guita do Tainan, mas já fizemos muitos contatos com casas de show e algumas rádios, devemos começar nossos “gigs” no final de fevereiro.

FRS - Infelizmente sabemos que o mercado fonográfico pode ser bem desleal, principalmente com bandas iniciantes que batalham por um lugar ao sol! E com isso vem as alterações no estilo, no som, no visual...É de se imaginar que vocês, como banda, passem por esses dilemas de vez em quando! Já pensaram seriamente em uma possível “mudança”?

LW - Estamos sempre tentando agregar novos sons e estilos que surgem no mercado fonográfico, mas sem nunca abandonar nossas raízes.


Live Wire - Blackout Bar (Brasilia)

FRS - O Hard Rock, gênero que foi muito popular na década de 1970 e, principalmente, na década de 1980, hoje já não tem mais aquele mesmo apelo de antigamente! Como é tocar um estilo musical que, infelizmente, é considerado “ultrapassado” e até mesmo “brega”, para alguns?

LW - Brega pra mim é banana com caramelo, mas tem gente que come. =)

FRS - Como é o processo de composição das músicas?

LW - Todos na banda têm ótimas idéias musicais, as vezes alguém traz um riff ou letra e começamos a viajar em cima disso até sair uma coisa mais concreta. Nós já fizemos músicas juntos, mas geralmente o Tainan traz as letras e a estrutura básica da música.

FRS - Quais são suas principais influencias?

LW - Rolling Stones, Motley Crue, ZO2, Led Zepplin, Queen, Aerosmith, Foo fighters, Secos e Molhados, Nine Inch Nails e etc.

FRS - Há alguma banda, em especial, que todos vocês pensam: “Cara...essa é A banda! Esses caras são fodões e a gente quer ser que nem eles quando crescermos! Ainda vamos abrir um show deles!”?

LW -

Tainan – Aerosmith

Adriano – ACDC

Marcel – Guns n Roses

Pumba – Foo fighters

Leo – Van Halen

FRS - Quais são os projetos da “Live Wire” por agora? Tem a intenção de levar o som de vocês para o público de fora também?

LW - Acreditamos que é algo que acaba acontecendo naturalmente com nossa estrutura de trabalho. As mesmas estratégias de divulgação que usamos no Brasil, estamos usando aqui. Pra gente, até uma viagem de lazer ao interior é uma oportunidade para divulgar o trabalho da banda.

FRS - Última pergunta e aí nós liberamos vocês (haha)! No Myspace de vocês, nas últimas linhas da Biografia da banda diz: “...melhorias de arranjos e satisfação de suas fãs e groupies” É...como toda banda de Hard que se preze, sempre há as fiéis e destemidas groupies acompanhando seus ídolos em qualquer lugar! Capazes de cometer a maiores loucuras nem que seja para conseguir um piscar de olho de algum integrante da banda! Há alguma historia/fato interessante/absurdo envolvendo-as e que vocês queiram revelar para nós? (Essa foi pra dar uma descontraída!)

LW - Já passamos por bons bocados HEHE. Desde ménages, stripers e prostitutas oferencendo programas de graça a minas agarrando as bolas dos guitarristas durante o show. Mas a melhor de todas aconteceu em um pub em Brasília, na hora em que as nossas dançarinas oficiais tiram as blusas na música final, nós olhamos para platéia e vimos a maioria das meninas tirando também, uma galera pagando peitinho! Hehehe. Esse dia descobrimos a verdadeira diversão de tocarmos um bom rock’n’roll.

...................................................................................

Live Wire:

Adriano Pasqua - Voz e Teclado

Tainan Britto - Guitarra, Teclado e Voz

Leonardo Motta - Baixo e Voz

Marcel Papa - Guitarra e Voz

Leo Sanacar - Bateria e Percussão



Curtiu? Comenta!!!!

Posts Que Talvez Você Goste

11 comments

  1. yokoleonhart8/2/11 07:10

    Nossa!!!!!
    Q ótima entrevista!!!
    A banda é foda!! A começar com o nome, q é uma das minhas músicas favoritas do Mötley Crüe. Hard Rock é sempre bom!!!!
    Agora, muito incrível o q eles estão vivendo né? Essa uma banda q promete e vai dar gosto continuar seguindo os passos desses meninos!
    Essa entrevistadora tb é foda!!! Parabéns Nanda!!! Ficou maravilhoso!!! A primeira de muitas!!!!

    ReplyDelete
  2. Thais Kiedis8/2/11 14:26

    Muito boa a entrevista! A Nanda assim como a banda tem futuro e muito talento para dividir conosco!

    ReplyDelete
  3. Parabéns pelo blog e muito sucesso a todos! Estamos vivendo esta loucura e tentando aproveitar/sugar tudo por aqui!
    Valeu, galera!

    ReplyDelete
  4. [...] This post was mentioned on Twitter by Live Wire, Live Wire. Live Wire said: Entrevista da Live Wire saindo do forno! Direto do Blog Female Rock Squad. Curtam ae!!! http://tinyurl.com/4rdvmta [...]

    ReplyDelete
  5. a verdade eh que eles foram pra lá pra estudar ingles, tao fazendo cursinho de ingles, vai ser mt dificil eles conseguirem fazer shows em casas mais ou menos boas, pq duvido gringo dah moral pra tupiniquim, no maximo eles vao tocar em espelunca e vao ganhar nada pra isso, eh mais facil eles pagarem pra tocar, como eles sempre fizeram em brasilia, sempre pagaram pra tocar

    ReplyDelete
  6. Bruna Bona9/2/11 23:46

    Meninos voltem!!! To com saudade das seletivas e dos shows de vcs =/

    ReplyDelete
  7. NOOOSSA ! que incrível! quero muito ouvir o som deles!
    esperança pro hardrock *.*

    ReplyDelete
  8. Aposto que você é um dos recalcados que falam mal dos meninos só porque eles tocam bem e são GOSTOSOS! _|_

    ReplyDelete
  9. noossaaaaaaaaaa q maneiro!! ameeeei mto mto mto mto!!
    =P

    ReplyDelete
  10. O bom e velho hard rock não morreu o/

    ReplyDelete
  11. [...] fotos da Simone Simmons nua e que não faz a menor idéia do que estamos falando, leia a entrevista e conheça a [...]

    ReplyDelete

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!