Um chamado aos headbangers!

11:27 AM

Revenge Ritual vêm da cidade de Palheiros (extremo sul de São Paulo)  e a banda surgiu com amigos que se juntaram pela extrema paixão de tocar. Como a maioria das bandas underground começaram com covers de Pantera,  Sepultura,  Metallica,  Super Joint Ritual e Brujeria. As primeiras composições próprias vieram em 2004 aonde a sonoridade ganhou características marcantes como guitarras rápidas, baixo timbrado, bateria pesada e vocal bem agressivo. Pros aficionados por heavy metal e hardcore irão gostar bastante. Vamos conferir uma entrevista excelente que tivemos com Rodrigo, guitarrista do Revenge Ritual:



FRS:  Qual a origem do nome Revenge Ritual?
Rodrigo: Revenge Ritual, que em português significa Ritual de Vingança, foi o nome sugerido pelo Marcelo (vocal) no início da banda, quando ainda só tocavam covers de bandas internacionais.
A idéia do nome é a música ser usada como um ritual, em que a banda crítica os problemas da sociedade moderna e fala sobre situações do cotidiano.


FRS. Quais as bandas que influenciam/ influenciaram o Revenge Ritual?
Rodrigo: Podemos citar algumas como Sepultura, Slayer, Metallica, Super Joint Ritual, Brujeria, Pantera, Soulfly, Biohazard, etc.

FRS. O que acham da situação da música atualmente?Rodrigo: Falando em Brasil, o país do Carnaval, é difícil esperar muito, mas podemos dizer que o espaço na mídia para o Rock aumentou bem nos últimos anos.
Mais para estilos musicais como do Revenge Ritual o mercado bom está lá fora.
As oportunidades de shows na capital Paulista estão relativamente boas. Na verdade sempre vemos bares fechando e novos bares sendo abertos.
Como quase sempre no meio underground, sobre para a banda correr a trás de bares para tocar, além é claro daqueles shows onde somos convidados por outras bandas.
O que realmente facilita bastante é a internet. Conhecer, entrar em contato com bares em outras zonas de São Paulo ou até mesmo em outras cidades seria muito mais difícil sem o auxilio da Internet.


FRS. O heavy metal hoje tem o mesmo espaço do que nas décadas de 70 e 80?
Rodrigo: Antes não tínhamos tantas opções musicais como temos hoje, então o espaço é menor. Entretanto, o espaço para o Heavy Metal hoje aumentou em relação a década de 90. Por outro lado vemos surgirem muitas bandas de HardCore bem pesadas, boas, mais sem a parte mais técnica do Heavy Metal. É um lance mais de atitude.


FRS. Como é a resposta do público em shows?
Rodrigo: Esse último ano o Revenge Ritual fez vários shows fora da capital paulista, e descobriu que a aceitação fora é excelente. O público de Campinas, por exemplo, é tão intenso quanto o da capital paulista.

FRS. Quais discos você recomenda pros fãs de metal?
Rodrigo: Falando em Metal de uma forma geral, todo rockeiro não pode deixar de ouvir “...And Justice For All” (Metallica), Painkiller(Judas Priest), Vulgar Display Of Power (Pantera) e Arise(Sepultura).

FRS. Quais os planos futuros da Revenge Ritual?
Rodrigo: Como estamos quase finalizando a gravação do nosso primeiro álbum completo, a idéia em curto prazo é divulgar o material e fazer muitos shows. Em longo prazo é expandir os limites do Revenge Ritual e quem sabe divulgar nossa música fora do país.

FRS. Metal is the law?
Rodrigo: Com certeza. Metal é o que nos guia para sempre evoluirmos musicalmente.

Revenge Ritual:
Membros >
Rodrigo Moraes (Guitarras)
Mophya (Baixo)
Marcelo (Vocal)
Roney (Bateria)
 Ano de formação: 2002
Aonde ouvir: www.myspace.com/revengeritual

Posts Que Talvez Você Goste

3 comments

  1. yokoleonhart26/5/10 19:36

    EEEEEEEEEEEEE mais uma entrevista super bacana!!!!!!!!
    Boa sorte para a banda!!!!

    Metal sempre é bom!!!!!!!!!!!!!!

    ReplyDelete
  2. Já ouvi o som dos caras, e a banda realmente é boa, quando eles fizerem algum show em guarulhos city , serei o primeiro da fila hahahahahhahahah
    Metal rules!!!!

    ReplyDelete
  3. Muuuuito boa a entrevista! Metaaaaaaaaaaaaal!

    ReplyDelete

Não esqueça de deixar seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Galeria FRS!